[bloqueador]Diante de uma ameaça de greve por parte do funcionalismo público, a Prefeitura de Avaré estuda parcelar ou escalonar o salário dos servidores referente ao mês de outubro.

O estudo começou a ser viabilizado depois que o Sindicato dos Funcionários Públicos promoveu uma assembleia que deliberou pela paralisação caso a administração não efetue o pagamento dos vencimentos até o dia 8 de novembro, 5º dia útil.

Prefeitura de Avaré estuda parcelar ou escalonar o salário dos servidores - (Foto:Divulgação).
Prefeitura de Avaré estuda parcelar ou escalonar o salário dos servidores – (Foto:Divulgação).

O Executivo destaca que vai definir a forma do pagamento. “A Prefeitura está avaliando a possibilidade de antecipar um valor igual para toda a folha de pagamento ou até antecipar um montante do salário para servidores de uma determinada faixa de vencimento”.

A municipalidade voltou a destacar, contudo, que os atrasos são motivados pela queda nos repasses financeiros. “Importante ressaltar e deixar claro que os atrasos ocorrem em razão da queda de repasses federais e estaduais e, o que mais pesa o caixa do município, o pagamento de precatórios e compromissos assumidos com parcelamentos de dívidas da Avareprev”, justificou.

GREVE – A assembleia que decidiu pela greve ocorreu na sexta-feira, 21, na sede do Sindicato dos Servidores, que anunciou a presença de 600 pessoas no ato.

Para o presidente do Sindicato, Leonardo do Espírito Santo, esta é a única forma para que os funcionários recebam em dia. “O prefeito Poio Novaes só libera pagamento quando existe pressão. Foi assim com a Câmara recente e com a gente também”, avaliou o dirigente[/bloqueador]

Compartilhar